R7.com - Notícias, entretenimento, esportes e vídeos
MS Record
CONTATO
11 de março de 2013 - 14h45 • 02 Comentários

'Eu creio que ele volta', diz mãe de uma das vítimas do 'Maníaco da cruz' em Rio Brilhante

Moradores vivem um clima de tensão na cidade, onde ocorreram 3 mortes

O conteúdo desta página requer uma nova versão do Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Foto: Reprodução TV MS RecordCom notícia da fuga de Dhionatan, Wilma, não consegue sair de casa
MS Record

A equipe do MS Record, foi até Ponta Porã e Rio Brilhante para  apurar tudo sobre o caso policial que voltou à tona por causa de uma fuga. Caso "Maníaco da Cruz." A Polícia Federal do Brasil e a nacional do Paraguai continuam à procura do assassino em série que conseguiu escapar da Unei de Ponta Porã. Familiares das vítimas mudaram suas rotinas, são os mais preocupados. 

Em Rio Brilhante, onde as mortes aconteceram, os moradores vivem um clima de tensão.  Vilma Teresinha da Silva, mãe de Gleice Kelly, uma das vítimas do maníaco, não tem dúvidas de que Dhionatan Celestrino vai voltar para Rio Brilhante .

“Eu creio que ele volta, porque do mesmo jeito que a gente está pensando que ele não pode vir, ele pensa ao contrário, como ele disse que vai fazer de Dourados um terror, do mesmo jeito que ele fala que está em Dourados ele pode estar aqui, as pessoas procuram por ele em Dourados e ele pode estar aqui”, diz mãe da vítima.

Depois de perder a filha de 13 anos, Wilma trava uma batalha contra a depressão e agora, com a notícia da fuga de Dionathan da Unei, a dona de casa, não consegue sair de casa se não estiver sendo vigiada.

“Não saio. Se eu vou para escola é acompanhada, se volto é acompanhada a minha vizinha espera eu abrir o portão para eu entrar dentro de casa e dentro de casa também não fico sozinha mais”, diz Wilma.

Em Rio Brilhante, interior do Mato Grosso do Sul, os moradores vivem dias de medo. O assassino em série que chocou a cidade há quase cinco anos está novamente á solta. Dhionatan Celestrino, hoje com 21 anos, tinha apenas 16 quando matou um homem e duas mulheres, sempre com requintes de crueldade. Todos os corpos foram encontrados em posição de cruz, o que rendeu a ele o apelido, 'Maníaco da cruz'.

Os assassinatos cometidos pelo 'Maníaco da Cruz' seguiam um ritual. Ameaçando a vítima com uma faca, ele exigia que ela falasse sobre sua vida sexual e a crença em Deus. Depois do interrogatório, a sentença, quem fosse considerado impuro era morto.

Dhionatan era mantido pelas autoridades em Ponta Porã, a 180 quilômetros de Rio Brilhante. Desde 2008, o jovem estava em uma Unidade Educacional de Internação, destinada a menores infratores. Depois de cumprir três anos de medida socioeducativa, ele deveria ter sido encaminhado a uma unidade de internação psiquiátrica, já que laudos atestaram que o rapaz sofre de esquizofrenia. Mas não foi isso que aconteceu, e na madrugada do último domingo, ele conseguiu fugir.

“Tão logo encerrou os três anos de medida sócio educativa dele e que foi determinado judicialmente o internamento em uma clínica especializada o Estado providenciou de pronto todas essas possibilidades no Estado inclusive fopi oferecido um espaço no próprio estabelecimento penal aqui de Campo Grande que não foi aceito e funçãod essas negativas, dessa impossibilidade do Estado em não possuir esse espaço com essa destinação, foi viabilizado em outros Estados da federação e que nós recebemos uma posição negativa de um dos Estados que foram consultados”, diz o Superintendente de Medidas Socioeducativas, Hilton Villasanti

O Estado quer saber se Dhionatan, que ficava isolado dos outros 36 internos, teve ajuda para fugir em Ponta Porã, onde a polícia realiza operações para encontrar o jovem. 

A busca pelo maníaco foi incorporada ao trabalho de rotina da Polícia na região de fronteira. Estão sendo priorizadas abordagens em pontos estratégicos da cidade. Cartazes com fotos de Dhionatan foram enviados para a Polícia paraguaia. Como a cidade fica na fronteira, existe a possibilidade de ele ter fugido para o país vizinho.

Fotos recentes de Dhionatan, mostram cabelo curto, bem diferente das fotos que ele publicava numa página de relacionamentos quando era adolescente. De acordo com a direção da unidade de internação, Dionathan nunca apresentou problemas no período em que ficou apreendido.

“Ele tinha um perfeito relacionamento, recebia visita regularmente, se submeteu a todas as medidas impostas pela rotina da casa”, diz  Hilton Villasanti  

Recentemente, porém, consciente de que, pela lei, ele poderia ser solto, o jovem estava mais arredio. Não participava das atividades e só falava em liberdade. Antes dos crimes, o comportamento do rapaz já chamava a atenção. Um jovem, que prefere não se identificar, estudou com Dhionatan.

“Ele era quieto, só tinha um amigo dentro da sala, sempre ia com umas camisetas de cruz nas costas, sempre de roupa preta, nas aulas de educação física ele não era de se ‘misturar’ ficava só no canto dele, os desenhos dele eram sinistros”, diz o jovem

A cidade que há cinco anos ficou marcada pelos assassinatos em série vive agora outro temor, o de que Dhionatan volte. Quem conviveu com ele ou morava na época não tem dúvidas de que o 'Maníaco da cruz' está disposto a terminar o que começou. Vânia neves de oliveira, irmã da segunda vítima, acredita que o maníaco já está na cidade.

“Eu creio que ele já esteja aqui, porque ele é covarde, a gente não sabe nem quem está junto com ele, porque sozinho ele não está, revoltante”, diz Vânia.

O prefeito da cidade, Sidney Foroni, recebe cerca de 30 ligações todos os dias de moradores assustados. A prefeitura começou uma campanha na internet para encontrar pistas sobre o maníaco e orienta alunos a não voltarem sozinhos.

“Nós também temos orientado os diretores de escola, para que passem aos nossos alunos, principalmente aos da rede municipal e rede estadual que estudam a noite para que evitem voltar para casa sozinhos, evitem porque essa pessoa jamais vai abordar uma pessoa que esteja num grupo de duas a três pessoas ele vai abordar alguém que esteja sozinho”, diz o prefeito.



Compartilhar:
Imprimir    Imprimir: Feed RSS Assine nosso Feed:
Deixar Comentário
O e-mail e telefone não serão divulgados
MS RECORD © Copyright 2011 MS Record. Todos os Direitos Reservados Desenvolvido por dothCom Consultoria Digital