R7.com - Notícias, entretenimento, esportes e vídeos
MS Record
CONTATO
11 de março de 2011 - 18h48 • Nenhum comentário

Onça se recupera na Base Aérea após cirurgia em hospital veterinário da Capital

Saúde animal
Foto: Divulgação
Redação MS RecordA onça-pintada da Base Aérea de Campo Grande que passou por cirurgia ontem (10), no Hospital Veterinário da Universidade Anhanguera-Uniderp, já retornou ao lar. O procedimento cirúrgico para a retida de um nódulo no baço durou cerca de 1h30. O material coletado foi encaminhado para análise clínica.
 
O felino chamado Joaquim tem 16 anos e pesa cerca de 100 kg. Ele foi sedado na Base Aérea de Campo Grande e transportado até o hospital. Todo trajeto foi acompanhado pela médica veterinária da Anhanguera-Uniderp, professora Alda Izabel de Souza. De acordo com a profissional, pela idade avançada para um felino, Joaquim se encontra debilitado. “A cirurgia foi de alto risco por ser um animal idoso, mas tudo correu bem e o Joaquim poderá se recuperar na Base mesmo”, informou Alda.
 
Joaquim foi encontrado ainda filhote e muito ferido em uma fazenda no Pantanal. “Quando encontramos esses animais silvestres geralmente estão muito machucados, e após se recuperarem dificilmente conseguem se readaptar ao seu habitat. Por isso contamos sempre com a ajuda do Hospital Veterinário da Universidade e com o carinho  que os professores e alunos do curso de medicina veterinária dispensam a nossa fauna”, contribuiu o coronel Marconi que cuida de Joaquim desde sua chegada a Base Aérea.
 
Não é a primeira vez que o felino recebe atendimento médico no HVT da Anhanguera-Uniderp. Em 2007, Joaquim passou por check-up. Na época, a companheira dele, Selva, foi operada. O procedimento dessa quinta-feira foi realizado pela também médica veterinária da Universidade, Fabiana Matesubara Bergamo. A médica veterinária Camila Paraboni, especialista em animais silvestres foi a responsável por anestesiar Joaquim.

Animais selvagens

Além de ser referência no atendimento a pequenos animais domésticos e animais de grande porte como bovinos e eqüinos, o HVT têm realizado procedimentos em animais selvagens, especificamente em onças-pintadas. Em julho de 2006, uma onça-pintada capturada pela Polícia Ambiental em Corumbá, MS, passou por uma cirurgia para colocar uma placa de aço em fratura no membro anterior direito do animal. No ano seguinte, o casal de onças-pintadas, que é atração dos visitantes da Base Aérea, também foi atendido no local.


Compartilhar:
Imprimir    Imprimir: Feed RSS Assine nosso Feed:
Deixar Comentário
O e-mail e telefone não serão divulgados
MS RECORD © Copyright 2011 MS Record. Todos os Direitos Reservados Desenvolvido por dothCom Consultoria Digital